O QUE ORIENTA UMA TENDÊNCIA?

Explore nossos posts

O QUE ORIENTA UMA TENDÊNCIA?

Por Alessandra Marins   Em 2011 quando terminei de escrever “De onde vêm as tendências”, um estudo realizado exatamente para entender qual a relação do

QUE TAL UM SPA EM CASA?

Que tal separar um tempinho pra você fazer um SPA em casa? Você pode e deve se cuidar! Isso não só fará você se sentir

JULHO SEM PLÁSTICO. Afinal do que se trata o movimento?

Você provavelmente já se deparou por aí com a hashtag #julhosemplástico pelos feeds do Facebook ou Instagram. O movimento, que começou em 2011 com uma proposta do Earth Carers Waste Education,

Tudo sobre dicas de moda você encontra aqui!

Insira seu endereço de e-mail abaixo para receber gratuitamente as atualizações do nosso blog

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Por Alessandra Marins

 

Em 2011 quando terminei de escrever “De onde vêm as tendências”, um estudo realizado exatamente para entender qual a relação do que vestimos e dos tempos que vivemos, fiz o paralelo com a influência do filme Mad Max, a tendência militar e as coleções lançadas nos desfiles de moda. Com a nova edição do filme e continuação das pesquisas, vale rever a influência do militar e como ele volta neste momento.

Volta e meia, o militar é uma tendência que está na moda. Se analisarmos os momentos políticos e econômicos no mundo ao longo dos últimos sessenta ou setenta anos, o modo como a tendência é lançada está diretamente conectado com os fatos correntes no respectivo momento.

A primeira aparição do militar na moda foi nos anos 1940, exatamente quando acontecia a Segunda Guerra Mundial. Estamos falando de tempos difíceis, quando os homens foram recrutados para a guerra e as mulheres entraram no mercado de trabalho. O tecido rústico verde oliva era o mais barato e mais disponível na época, o que fez com que as mulheres o empregassem para fazer seus trajes de trabalho. O tailleur da época ganhou um estilo de uniforme.

A tendência militar reaparece nos anos 1960, quando o uniforme é usado na moda como forma de manifestar justamente o sentimento antiguerra. Os anos 1960 caracterizaram-se pelos movimentos hippies que influenciaram e foram influenciados pelo rock, pelo estilo de vida referenciado pela transgressão, pelo amor livre e pelo uso de drogas. Isso acontecia em um momento econômico em que os EUA ofereciam mecanismos de amparo social do Estado para jovens desempregados. O rock contribuía com o engajamento dos jovens nas questões sociais e políticas. A música era cantada em protesto contra a guerra do Vietnã, na luta pelas campanhas de liberdade. Nesta época, o estilo militar começa a ser usado pela cultura pop como na capa do disco dos Beatles, pois John Lennon era um dos grandes protestantes contra a guerra.

abre_john_militar

Em 1990, o militar volta muito forte, só que desta vez usado junto com a tendência grunge (também originada no rock do Nirvana, de Kurt Cobain), misturando-se às camisas de flanela xadrez, aos jeans surrados e aos tênis All Star.

Após setembro de 2001, com a queda das torres gêmeas, as coleções de inverno foram desenhadas com muitos trenchcoats e casacos no estilo militar. Note que o trenchcoat é originalmente o casaco de trincheira usado pelos oficiais do exercito inglês criado por Tomas Burberry em 1879 com um tecido de gabardine para proteger da chuva e que entrou para moda a partir dos anos 1930. O mundo vivia momentos de profunda tristeza e, ao mesmo tempo, os EUA mantinham o discurso de grandeza. Apesar de terem sofrido os ataques que comoveram grande parte do mundo, eles ainda se colocavam firmemente como uma grande potência, autoafirmando-se o tempo todo. Nas coleções de inverno daquele ano, havia muitos uniformes na cor preta, com uma profusão de adornos em dourado, como se afirmassem o poder por meio do vestuário.

militar2010

 

Em 2010, o militar ataca novamente com a marca francesa Balmain, naquele momento desenhada por Christopher Decarnin. Note que Balmain é uma marca francesa de luxo criada em 1945 por Pierre Balmain. Em 2006 francês Christopher Decarnin, de 44 anos, assumiu o estilo da marca, trazendo um olhar para a mulher jovem, rebelde e sedutora. Desta vez, vem o militar com camisetas e calças rasgadas, com tecidos amassados e uma campanha produzida com imagens de jipes no meio da floresta. Um editorial do Net-a-Porter compara a campanha com o filme Mad Max, que mostra uma civilização destruída no futuro, onde surge uma sociedade no meio de um imenso deserto.

A tendência militar de 2010 deixa de ser o militar ostentador que precisa afirmar o poder e passa a ser uma tendência militar sobrevivente, lutando pelas terras, lutando pela água. Assim, podemos ver um casaco sem adornos se tornando um casaco com tecido amassado e rasgado.

militarnasruas

Em 2015 a nova versão do filme Mad Max é lançada e podemos ver novas referências para moda. Desta vez o filme inspirou a beleza. Indicado a dois Globos de Ouro, a obra apresentou um elenco dinâmico de mulheres que impactou as ruas e os desfiles. Com duas estrelas no elenco, Charlize Theron e Zoë Kravitz, a beleza das tribos de Mad Max passou de tela grande para o mainstream.

* Este texto faz parte da pesquisa de Alessandra Marins, que deverá ser editada como livro.

Insira seu endereço de e-mail abaixo para receber gratuitamente as atualizações do nosso blog
Respeitamos sua privacidade, NUNCA enviamos spam!